Teresina - PI

Min 25ºMax 36º

16 de novembro de 2018

Postada em 04/02/2018 ás 12h17 - atualizada em 04/02/2018 ás 12h26
Com atuação inconstante, Lyoto vence luta polêmica contra Eryk Anders em Belém
Peso-médio americano, que estava invicto nas dez lutas que havia feito como profissional, deixou o octógono inconformado com a decisão dos juízes

Publicada por: Francylene Araujo

Fonte: Globo.com

  Com atuação inconstante, Lyoto vence luta polêmica contra Eryk Anders em Belém

Lyoto Machida vence Eryk Anders no UFC Belém

Foi sofrido, mas Lyoto Machida fez as pazes com a vitória! O brasileiro, empurrado pela torcida do primeiro ao último segundo, voltou a mostrar a movimentação que o consagrou no octógono para escapar as investidas de Eryk Anders. 

Ao final, vitória do ‘Dragão’ em uma apertada na decisão dividida dos juízes (49-46, 47-48, 48-47). O combate foi a atração principal do UFC Fight Night Belém, evento realizado na noite deste sábado (03), na capital paraense.

Na segunda luta mais importante da noite, Valentina Shevchenko mostrou porque é a principal candidata ao título da divisão de moscas feminino. A quirguistanesa dominou Priscila Pedrita desde os primeiros movimentos e finalizou a disputa com um mata-leão do segundo round. Apesar da derrota de Pedrita, o show foi excelente para os atletas brasileiros: nove vitórias e apenas duas derrotas.

Lyoto Machida prometeu e cumpriu. O brasileiro voltou a lutar como carateca, com muita movimentação, esquivas e soltando chutes rápidos. Diante de Eryk Anders, ele começou bem, trabalhando com chutes nas pernas do norte-americano.

Em um destes ataques, o golpe acertou o joelho de Anders que caiu. O brasileiro foi para cima e acertou vários chutes nas pernas de Anders, caído. Sem espaço para se levantar, o norte-americano recebia chutes duros nas pernas, que deixavam marcas evidentes.

No segundo round, Anders voltou disposto a tirar a diferença na luta. Ele caminhou para frente, caçando Machida. Mas com uma excelente movimentação, o brasileiro pouco era acertado. Porém, na metade da parcial em diante, o norte-americano conseguiu conectar alguns golpes de esquerda.

Anders voltou ainda mais agressivo no terceiro assalto. Controlando melhor da distância, o norte-americano continuava caminhando para frente, mas dessa vez conectando bons socos em Lyoto. Com uma joelhada acertada junto a grade, Eryk abriu um profundo corte na testa de Machida. Por sua vez, os golpes de Lyoto não acertavam o rival como nas parciais anteriores.

Lyoto voltou melhor para o quarto round. Ele voltou a disparar chutes contra Anders com algum perigo. Mas ao se esquivar de uma investida do norte-americano ele perdeu o equilíbrio e caiu. Anders colocou pressão junto a grade e voltou a abrir um corte na testa de Machida. Porém, com os gritos da torcida, o faixa-preta’ se levantou e voltou a trabalhar com sua movimentação.

Com a luta totalmente aberta, o quinto round foi de tensão para ambos os lados.  Lyoto Machida voltou a se movimentar e trabalhar com bons chutes rápidos, enquanto Eryk Anders tentava encaixar o soco para definir a disputa. Com melhores golpes encaixados, o brasileiro levou a melhor na parcial e na decisão dos árbitros.

Isso aqui não tem preço. Usei muitos chutes e muita movimentação. O Eryk é muito duro e um grande atleta e fico muito feliz com a vitória. Michael Bisping, vou atrás de você” disse Lyoto ainda no octógono.

Shevchenko frustra estreia de Pedrita

A brasileira Priscila Pedrita tinha uma dura missão pela frente. Em sua estreia no UFC, a brasileira encarou a fera Valentina Shevchenko , principal nome da nova divisão de moscas da organização. E, apesar de mostrar muita valentia, ela não foi capaz de parar a lutadora quirguistanesa.

 

Assim que a luta começou, Pedrita tentou soltar seu primeiro soco, mas Valentina se esquivou e conectou o contragolpe em cheio no rosto da brasileira. Na sequência, ela acertou um chute na linha de cintura e colocou a luta no chão. Por cima, Shevchenko acertou várias cotoveladas até o final da parcial

O castigo continuou no segundo assalto. Shevchenko rapidamente derrubou Pedrita e começou o castigo. Valentina chegou a travar um dos braços de Priscila e golpeou contra o rosto da brasileira. O árbitro Mário Yamazaki poderia ter parado a luta, mas ele deixou seguir e irritou até o presidente do UFC Dana White.

Após vários golpes por cima sem o nocaute técnico, Shevchenko encerrou a disputa com uma finalização. Ela evoluiu para a montada, chegou às costas e encaixou o mata-leão para levar a disputa.

Marreta consegue mais um nocaute e sonha alto

Thiago Marreta colocou mais uma vitória na conta no UFC Belém. O brasileiro, que vem de uma incrível sequência de quarta triunfos em série, todas por nocaute, fez a melhor luta da noite contra Anthony Smith e venceu por nocaute técnico no segundo round.

O combate diante de Smith foi intenso, com os dois atletas trocando golpes e sempre buscando o nocaute. O norte-americano tentou surpreender o brasileiro quando bloqueou um chute rodado e conseguiu a queda. Mas Thiago girou bem, ficou por cima e tomou conta da disputa. Ao tentar se levantar, Anthony levou vários golpes na cabeça e terminou o assalto bastante castigado.

No segundo round, Marreta investiu nas combinações de chutes e socos, que machucaram Smith. Por sua vez, o norte-americano mostrou grande resistência e respondia as investidas de Marreta sempre que era possível. Mas um chute na linha de cintura abriu o caminho para a vitória do brasileiro.

O golpe acertou nas costelas de Anthony que caiu. Marreta disparou vários socos, enquanto o rival grudava em sua perna e tentava se defender. Sem condição de reagir, o árbitro interrompeu a disputa e decretou o nocaute técnico.

Resultados do do UFC Belém:

Card principal

Peso médio: Lyoto Machida derrotou Eryk Anders na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 49-46)

Peso mosca: Valentina Shevchenko finalizou Priscila Pedrita com um mata-leão a 4m25s do R2

Peso leve: Michel Trator derrotou Desmond Green na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pesado: Tim Johnson derrotou Marcelo Golm na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso médio: Thiago Marreta derrota Anthony Smith por nocaute técnico a 1m03s do R2

Peso galo: Douglas de Andrade derrotou Marlon Vera na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Card preliminar

Peso meio-médio: Serginho Moraes derrotou Tim Means na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso leve: Alan Nuguette derrotou Damir Hadzovic na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-27, 30-27)

Peso galo: Iuri Marajó derrotou Joe Soto por nocaute técnico a 1m06s do R1

Peso mosca: Deiveson Figueiredo derrotou Joseph Morales por nocaute técnico a 4m34s

Peso mosca: Polyana Viana finalizou Maia Stevenson com um mata-leão a 3m50s do R1

Veja também
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium