Teresina - PI

Min 21ºMax 34º

17 de julho de 2018

Cocal

Cocal

Evaldo Neres Notícias de Cocal e Região

[email protected]

(86) 99919-1492

Postada em 19/02/2018 ás 21h42
Manifestações e protestos pelo Brasil ajudaram a enterrar a Reforma da Previdência
O governo federal retirou de pauta a tramitação a proposta de Reforma da Previdência.

Publicada por: Evaldo Neres

Fonte: PT na Câmara

Manifestações e protestos pelo Brasil ajudaram a enterrar a Reforma da Previdência

;Foto Divulgação

A segunda-feira (19) amanheceu com protestos e paralisações contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo golpista de Michel Temer. As manifestações se concentraram em aeroportos, nas sedes do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS), paralisaram setores de transporte e rodovias, agências bancárias e fábricas em diversas cidades brasileiras. A mobilização contra a reforma que irá inviabilizar a aposentadoria de milhares de brasileiros partiu das centrais sindicais, em parceria com os movimentos sociais. No início da noite o governo federal retirou de pauta a tramitação a proposta de Reforma da Previdência.

Em entrevista à rádio CUT, o presidente da central, Vagner Freitas, comemorou as manifestações realizadas pelo País nesta segunda. “Somos vitoriosos. Temer não está conseguindo votar essa reforma porque não tem votos para aprovar a Emenda Constitucional que acaba com a aposentadoria. E não tem votos por causa das nossas mobilizações. Ganhamos o debate na sociedade, não é reforma é desmonte”, completou Vagner.

Suspensão – No final da tarde, Vagner Freitas afirmou que a determinação de retirar a proposta de Reforma da Previdência da pauta do Congresso Nacional representa “uma derrota” sem tamanho para os golpistas. “É uma vitória que mostra a força dos trabalhadores brasileiros”. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 287/16) foi retirada da pauta por causa do decreto de intervenção federal da segurança pública do Rio de Janeiro. Durante o período de intervenção não poderá ser apreciada nenhuma proposta que modifique a Constituição Federal.

Vagner Freitas, no entanto, reforça que a suspensão da tramitação da reforma é resultado da mobilização dos trabalhadores organizados. Ele avalia que a intervenção federal decretada pelo governo de Michel Temer teve por objetivo construir uma “saída honrosa” para a derrota na tentativa de aprovar a PEC 287.

O presidente da CUT não descarta, porém, que isso possa servir para um novo movimento de consolidação do quadro de ruptura democrática. “Não podemos jogar fora a hipótese de estarem construindo uma saída militar para manutenção do golpe. No entanto, essa retirada de pauta escancara que o governo Temer, mesmo comprando os deputados, não tinha votos”, defendeu.

Manifestações – Vários deputados da Bancada do PT na Câmara usaram suas redes sociais para apoiar as manifestações que aconteceram em pelo menos doze estados – Rio Grande do Sul, Alagoas, Ceará, Piauí, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sergipe, Bahia, Rondônia e Rio Grande do Norte. Em Brasília também houve protesto.

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium