Teresina - PI

Min 23ºMax 37º

23 de outubro de 2018

Piripiri

Piripiri

Sebastião Silva Neto-Jornalista MTE/DRT-0002001/PI Notícias de Piripiri e Região

[email protected]

(86) 99831-3533

Postada em 01/03/2018 ás 13h05
Marden Menezes cobra esclarecimentos para novo presidente da Agespisa
A sabatina entre os indicados para a Agespisa e a Agrespi realizada na manhã dessa quarta-feira (28)

Publicada por: Sebastião Silva Neto-Jornalista MTE/DRT-0002001/PI

Fonte: Fernanda Gil Lustosa

Marden Menezes cobra esclarecimentos para novo presidente da Agespisa

Deputado estadual Marden Menezes

A sabatina entre os indicados para a Agespisa e a Agrespi realizada na manhã dessa quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa do Piauí, esquentou os ânimos entre os parlamentares da oposição e os presidentes dos órgãos.

Marden Menezes (PSDB) foi o primeiro a perguntar ao presidente da Agespisa, Genival Sales, que já ocupa interinamente o cargo desde 12 de dezembro de 2017. Entre as perguntas estavam: “Qual o montante consolidado da dívida da Agespisa? Qual o lucro que o órgão afere? Se a Agespisa não der lucro e representar um peso no Governo, qual seria o montante que o Estado repassará mensalmente ao órgão para que consiga saldar as suas dívidas? É necessário que se faça algumas indagações ao futuro presidente, principalmente com relação à Agespisa, que tem a responsabilidade de prestar serviços relevantes a sociedade, que é o abastecimento de água e implantar o sistema de esgoto piauiense”, pontuou.

Respondendo indagações de Marden Menezes sobre a expansão do sistema de saneamento básico no Piauí, Genival Brito afirmou que, além de Teresina, outros inúmeros municípios também contam com esgoto sanitário, dentre eles, Parnaíba, Oeiras, Picos, Pedro II, União e Piripiri e afirmou não saber o valor atual devido pelo órgão.

O deputado Gustavo Neiva também alertou o governo do Estado desrespeita a Lei de Responsabilidade Fiscal ao pedir autorização para preencher cargos no serviço público estadual. “Desde a votação na CCJ já levantávamos esse alerta. O final do ano passado, o Governo ultrapassou o limite prudencial da LRF e, por isso, não poderia fazer as nomeações. Isso é um desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal”, completou.

Luciano Nunes (PSDB) e Rubem Martins (PSB) apoiaram as declarações de Gustavo Neiva e Marden Menezes. Já o deputado João Madison (MDB), saiu em defesa das nomeações e garantiu que os cargos não causarão impactos na folha de pagamento.

Também foram sabatinados os membros que irão compor a Agrepi (Agência Reguladora dos Serviços Delegados do Piauí), Emanuel Bonfim, José Medeiros Noronha e José William Trindade Carvalho.

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium