Teresina - PI

Min 23ºMax 38º

18 de setembro de 2018

Cocal

Cocal

Evaldo Neres Notícias de Cocal e Região

[email protected]

(86) 99919-1492

Postada em 16/03/2018 ás 11h01
Júlio César quer manter funcionamento de 128 agências assaltadas desde 2017.
O deputado federal Júlio César (PSD) tenta intermediar a reabertura dessas agências.

Publicada por: Evaldo Neres

Fonte: AsCom/Dep. Júlio César

Júlio César quer manter funcionamento de 128 agências assaltadas desde 2017.

Júlio César quer manter funcionamento de 128 agências assaltadas desde 2017

Cento e vinte e oito agências de bancos e dos Correios foram assaltadas do ano passado para cá. Foram 18 agências bancárias assaltadas em 2017 e seis este ano. Nos Correios foram 82 agências no ano passado e 22 neste ano. E boa parte dessas agências bancárias e dos Correios continuam fechadas ou em manutenção. Esse levantamento foi feito pelo Sindicato dos Bancários e pela direção dos Correios no Piauí.

A tendência dos bancos, em conseqüência da violência e das despesas com recuperação e segurança, é de diminuir a circulação de moeda de papel, aumentar as transações e pagamentos digitais, pela falta de segurança das cidades.

A população nesses municípios ficou penalizada por conta dos pagamentos de benefícios sociais como o Bolsa Família, a aposentadoria e do funcionalismo público que era feito por meio dessas instituições.

O deputado federal Júlio César (PSD) tenta intermediar a reabertura dessas agências. Os assaltos aterrorizam as comunidades que dependem dos bancos, lotéricas e bancos postais. Segundo o deputado, várias famílias estão prejudicadas pelo deslocamento para fazer qualquer operação bancária.

“Não podem fechar agências porque foram assaltadas. Estamos protestando contra isso, porque algumas agências não pretendem mais abrir. Ficarão fechadas indefinidamente”, reclamou o parlamentar, que esteve na direção do Banco do Brasil solicitando a reabertura de algumas agências.

Ele citou a agência do Banco do Brasil de Jaicós, destruída por bandidos no dia 31 de Janeiro. Há expectativa que o banco vai ser reaberto no início de 2019. A garantia foi dada pela diretoria nacional do banco durante reunião em Brasília.

“O Banco do Brasil também é um banco público. Deve pensar no social e só está pensando em lucros. Vamos cobrar do banco até que ele tenha uma posição favorável à população”, acrescentou o parlamentar.

“O prazo de reabertura da agência vai gerar transtornos para nossa população. Nossa preocupação é se a agência vai retomar as atividades normalmente, como era antes. Vamos pensar em um plano B, envolvendo negociação de folha salarial, contas e pagamentos de inativos e pensionistas com outros bancos para garantir que nossa cidade não deixe de ter uma agência bancária, se o que for prometido, não for cumprido”, disse o prefeito de Jaicós, Nenêm de Edite.

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium