Cocal

Cocal

Evaldo Neres Notícias de Cocal e Região

evaldococal@gmail.com

(86) 99919-1492

Postada em 10/04/2018 ás 23h09
Realizada em Parnaíba, a primeira cirurgia por videolaparoscopia no HEDA
A cirurgia foi realizada no último sábado (07).

Publicada por: Evaldo Neres

Fonte: Portal Chamada Geral

Realizada em Parnaíba, a primeira cirurgia por videolaparoscopia no HEDA

Realizada em Parnaíba, a primeira cirurgia por videolaparoscopia no HEDA

Nesse sábado (07), o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), em Parnaíba, deu mais um importante passo no atendimento em saúde pública. Foi realizada a primeira cirurgia por videolaparoscopia, em hospital público, na Planície Litorânea. Antes, somente unidades particulares ou por convênios ofertavam o serviço, mas que, a partir de agora, a população poderá contar com este atendimento gratuitamente, pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

Por meio do Programa Renova Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde, foram entregues equipamentos, como o de videolaparoscopia. Com investimentos para aquisição deste equipamento, como explica Florentino Neto, secretário de Saúde, será possível realizar “uma cirurgia com menor cicatriz, que demanda menor tempo de internação, com melhores condições de trabalho para os médicos e menos invasiva. São cirurgias que diminuem os riscos de infecção hospitalar para o paciente”, destaca.

<img src="http://estadopiaui.com/envios/3c6c6a38ac8b35d3e688097881dac2a382bac0c7.jpg" style="float: left; width: 100%; margin: 10px 0;" />

Pela primeira vez realizado num hospital público naquela região, com a cirurgia por videolaparoscopia será possível o procedimento cirúrgico de Colecistectomia, que é a retirada cirúrgica da vesícula biliar, com técnica menos invasiva.

A meta é que semanalmente sejam realizadas seis cirurgias, de acordo com a demanda identificada pelo ambulatório do próprio Hospital.

Esta tecnologia está sendo ampliada para os principais hospitais do Piauí. Segundo Neres Junior, diretor da Unidade de Descentralização e Organização Hospitalar da Sesapi, essa “modalidade muda para melhor a forma do procedimento cirúrgico, e o HEDA poderá aumentar a capacidade de atendimento em 20%, para esse tipo de cirurgia”.

<img src="http://estadopiaui.com/envios/4de98ed75d7c7b3e2689472f650aea32e3c8eed0.jpg" style="float: left; width: 100%; margin: 10px 0;" />

Com a implantação desse novo serviço, o HEDA reforça a assistência em alta complexidade, com a realização de um procedimento que é feito em grandes hospitais, como o Getúlio Vargas, em Teresina. Recentemente, o Hospital Estadual Gerson Castelo, em Luzilândia, adotou o serviço, que também deve ser estendido para o Regional Tibério Nunes, em Floriano.

 

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2019 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium