Teresina - PI

Min 23ºMax 38º

20 de outubro de 2018

Amarante

Amarante

Sávio Lages Notícias de Amarante e Região

[email protected]

(86)9 9436-1503(Whatts)

Postada em 26/06/2018 ás 09h28
Prefeitura de Amarante cria grupo para inclusão social de deficientes
A Prefeitura de Amarante, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, criou na manhã desta segunda-feira (25) o grupo Borboleta, cuja finalidade é prestar serviços assistenciais a portadores de necessidades especiais. A ação vai ser realizada no município através da Rede de Proteção Especial.

Publicada por: Sávio Lages

Fonte: Ascom/Denison Duarte

Prefeitura de Amarante cria grupo para inclusão social de deficientes

 A Prefeitura de Amarante, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, criou na manhã desta segunda-feira (25) o grupo Borboleta, cuja finalidade é prestar serviços assistenciais a portadores de necessidades especiais. A ação vai ser realizada no município através da Rede de Proteção Especial. Com a criação do grupo, a Assistência Social visa também inserir deficientes nos serviços de convivência e também busca viabilizar meios de inserção deles no mercado de trabalho com promoção de nova forma de vida. “O Grupo Borboleta vai se encontrar a cada 15 dias na sede do Creas com dinâmicas, conversas, até mesmo na tentativa de resgatar algo da convivência diária deles. A nossa tentativa é transformar a vida que eles levam, por isso o nome borboleta”, afirmou a assistente social, Aurina Rosa. O coordenador do Centro de Referência de Assistência Social (Creas), Dácio José, durante a formação do grupo reforçou que a política é, necessariamente, de inclusão, e não de separação. “Nós estamos querendo incluí-los a outros grupos para que participem de todas as atividades, apesar das limitações de cada um. Mas vamos fazer os ajustes de inclusão conforme as limitações que encontrarmos. Nós temos hoje uma política de inclusão, e não de separação. O nosso propósito também é orientar e fortalecer essas pessoas e enxergarem seus direitos”, disse ele. A secretária de Assistência Social, Ana Tércia, reforçou que a proposta é de inclusão por meio de atividades que serão desenvolvidas sob forma de parceria com o Serviço de Convivência de Fortalecimento de Vínculos (SCFV). “Nós temos um programa especial de acompanhamento das famílias dos deficientes. Nós estamos buscando incluir esses deficientes nas atividades que serão desenvolvidas no SCFV, que é formado com público do BPC e do Bolsa Família”.

 

 

 
Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium