Cocal

Cocal

Evaldo Neres Notícias de Cocal e Região

evaldococal@gmail.com

(86) 99919-1492

Postada em 04/08/2018 ás 10h27
Psicóloga destaca a importância dos avós na formação dos netos
A casa dos avós costuma ser uma das melhores lembranças da infância.

Publicada por: Evaldo Neres

Fonte: AI Comunicações

Psicóloga destaca a importância dos avós na formação dos netos

Psicóloga destaca a importância dos avós na formação dos netos/Imagem: Revista Estante - Fenac

Educadores, amigos, conselheiros... Os avós permeiam diversas lembranças da infância e apresentam um papel primordial na formação dos netos. Pensando nisso, a psicóloga do Hapvida, Anna Lívia Soares, destaca a importância dos avós em toda a construção familiar.

"A casa dos avós costuma ser uma das melhores lembranças da infância, pois é o lugar onde mora o aconchego, a paciência, as melhores histórias, a liberdade de poder fazer o que quiser sem ser julgado. Os pais têm com quem dividir a tarefa de cuidar, as crianças são expostas a um círculo familiar maior, e os avós têm sabedoria e experiência reconhecidas socialmente. A criança se enriquece muito com esse contato, já que recebe mais estímulos, amplia seu repertório e aprende a conviver em um ambiente distinto com pessoas diferentes", explica a psicóloga.

Diante disso, a especialista do Hapvida Saúde reitera como os avós podem ajudar na criação dos netos, de modo que com a efervescente rotina do dia a dia, os pais precisam trabalhar para garantir o que é melhor para seus filhos, e assim, muitos avós assumem a responsabilidade de ficar com os netos durante a jornada de trabalho de seus filhos. "O tempo de convivência diária e o tipo de relação definem a forma de relacionamento.

A responsabilidade cotidiana tem uma forma de tratamento diferente de quem ajuda temporariamente, porque, nesses casos, os avós assumem o papel de educadores. É preciso também ter regras diferentes para os casos de apoio enquanto os pais trabalham ou quando os avós assumem integralmente a responsabilidade parental, em caso de morte ou abandono dos pais", aponta.

Anna Lívia ainda destaca a necessidade de manter essa relação de forma saudável, evitando que os pais percam a autoridade, ou a responsabilidade de criar as crianças fique apenas com os avós. "Os avós estão ali para ajudar, mas existem as regras da casa e as regras dos pais.

É importante para preservar as relações, lembrar-se que, não é porque seus pais ou seus sogros ajudam a cuidar dos seus filhos, que eles tenham a responsabilidade de educá-los, essa função pertence aos pais. Nesses casos, a base para uma boa relação entre todos os familiares baseia-se no diálogo sincero e na conversa.

Os limites variam de acordo com cada caso e eles devem ser definidos em conjunto. Se você precisa da ajuda dos avós, eles também têm que ter alguma autoridade com a criança, para isso, é necessário diálogo pois cada família tem o seu limite, que parte de uma boa conversa, onde tudo fique bem explicado", finaliza.

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2019 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium