Teresina - PI

Min 23ºMax 32º

17 de outubro de 2018

Cocal

Cocal

Evaldo Neres Notícias de Cocal e Região

[email protected]

(86) 99919-1492

Postada em 01/10/2018 ás 13h44
Cinema de arte da cinépolis exibe “Marvin”
Obra da francesa Anne Fontaine que trata da homofobia, estreou na última quinta-feira, dia 27, no Cinema de Arte do Cinépolis Rio Poty.

Publicada por: Evaldo Neres

Fonte: AI Comunicações

Cinema de arte da cinépolis exibe “Marvin”

Cinema de arte da cinépolis exibe “Marvin”/Imagem: Gonn1000 - Sapo

O drama “Marvin”, de Anne Fontaine, estreou na última quinta-feira, dia 27 de setembro, no Cinema de Arte do Cinépolis Rio Poty. O longa foi vencedor do Queer Lion do Festival de Veneza, em 2017, e um dos sucessos do Festival Varilux de Cinema Francês 2018.

O filme conta a história de Eddy Bellegueu, garoto que sofreu bullying e discriminação desde a infância por ter nascido homossexual, mas conseguiu sobreviver à homofobia por meio de uma boa educação.

Crítica EstrangeiraEste é um belíssimo filme feito de memórias, de momentos da infância que marcaram a vida de marvin e influenciam a sua criação artística.Miguel Âneglo, Canotícias/Portugal 

Essa maneira de mergulhar no coração de um homem é esmagadora, porque Anne Fontaine tem empatia a uma distância segura para evitar a demagogia lacrimosa.Eric Libiot, L’Express/França

É uma maravilha, um álcool forte que revira as entranhas com uma integridade rara (...).Bernard Achour, VOD/França 

Enquanto a história desse "patinho feio" e de seus "anjos da guarda" pode parecer um tanto parecida com um conto de fadas, o ar de melancolia infundido pela cineasta dá a Marvin um selo de autenticidade que torna este longa uma obra magistral.Fabien Lewmercier, Cineuropa/França

a palavra de Anne70% do filme não está no livro (...). Eu não queria adaptar o livro como ele é. Onde estaria o desafio? (...) O que me interessava era a depressão e vazio, como o autor foi capaz de reinventar a sua vida para superar a opressão, torná-la uma diferença de força. Eu queria oferecer-lhes uma trajetória, um itinerário, um filme (...) Sobre a construção de uma identidade. Eu queria mostrar como (...) o sofrimento inicial poderia ser convertido em um trabalho artístico. Eu escolhi fazer do meu personagem principal um comediante porque o trabalho me parecia mais cinematográfico do que literário.Anne Fontaine, cineasta

SinopseMartin Clement (Finnegan Oldfield), nascido Marvin Bijou, escapou da aldeia onde morava com o pai tirano e a mãe que o renunciava. Apaixonado por teatro, ele junta aliados para conseguir fazer com que seus sonhos virem realidade. Desde a diretora de sua escola até Isabelle Huppert, ele arrisca tudo para conseguir produzir seu show e alcançar o sucesso.

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium