Floriano

Floriano

Felipe Nascimento Notícias de Floriano e Região

luizfelipenascimento2209@outlook.com

(89) 99413-1424

Postada em 26/11/2018 ás 14h54
Gustavo Neiva denuncia o 'caos generalizado' no Estado
Gustavo Neiva denuncia o 'caos generalizado' no Estado

Publicada por: Felipe Nascimento

Fonte: Ascom

Gustavo Neiva denuncia o 'caos generalizado' no Estado

Deputado gustavo neiva

O caos, generalizado instalado no Governo do estado do Piauí, segundo o deputado Gustavo Neiva (PSB) foi o tema da fala do parlamentar, nesta manhã de segunda-feira (26), no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi). Ele disse que o Tesouro Nacional premiou o Estado, por este estar fazendo uma gestão fiscal austera, séria e que fez jus a elevação a nota do Estado, e onde a partir daí, o Estado poderá contrair empréstimo. E, contraditoriamente, Gustavo Neiva falou que o que se ver é uma terra arrasada e que os números não batem com o que se ver pelas ruas do Estado. O deputado disse ter tomado conhecimento das contas de gestão do Governo do Estado do ano de 2017, através do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE)- Processo TC 006008/2017. “São inúmeras falhas que temos neste processo, onde mostram por si só, que a realidade que temos no Piauí é uma, e os documentos são outros. Um exemplo disse é que o Estado se vangloreia que paga o funcionalismo em dia. Mas o Estado faz isso de que forma, ele paga a folha, mas não contabiliza, não empenha, não liquida e não paga. Quando chegou em 2018, ele pegou mais de quatrocentos e quarenta e nove milhões, que tinha pago e não tinha empenhado, em 2017, e como ele tem que contabilizar esse dinheiro, ele contabiliza em 2018, como despesa do exercício anterior. Isso, para burlar o índice de gastos com o pessoal”, explicou. De acordo com o parlamentar, essa é uma manobra tosca,que tenta enganar os técnicos do Tesouro Nacional e mascarará a situação fiscal do Estado do Piauí. E que o que o Tribunal de Contas do Estado passa, é que realidade de que o povo do Piauí está sendo enganado pelo Governo do Estado. “Esta Casa tem que tomar uma providência acerca desse relatório do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. Nós não podemos aceitar esse tipo de coisa”, reforçou Gustavo Neiva. APARTES – O deputado Luciano Nunes (PSDB) pediu aparte para cumprimentar o deputado Gustavo Neiva, por ter, mais uma vez, trazido para a Casa, esse assunto de extrema relevância. “Não é de hoje que o Governo mascara suas contas. A contabilidade do Governo do Estado do Piauí é tão verdadeira quanto uma nota de três reais. E agora, mais uma vez, o Governo é mascarado com um relatório do Tribunal de Contas, com falta e cancelamento de emprenho. Eu queria deixar, aqui, mais uma vez, que emprenho prévio, no Piauí, no Governo do Estado, não existe. Não é só ma despesa de pessoal. O Governo, quando inicia o ano, deveria ter o empenho prévio de toda despesa de pessoal, até o final do ano”, ressaltou o deputado Luciano Nunes. O deputado Marden Menezes (PSDB) também pediu aparte, para dizer que diante de tudo o que foi denunciado pela oposição, ao longo desses quatro anos de Governo, falando apenas da Legislatura  que se encerra no final de 2018, com escândalos em relação a empréstimos, operações de créditos, apropriações indébitas de recursos, tanto dos planos de saúde, que deveriam salvaguardara saúde das pessoas, quanto a outros tipos de escândalos administrativos. “A gente se sente quase que de mãos atadas, porque as denúncias têm sido feitas, o trabalho da oposição, de fiscalizar, de trazer a conhecimento público, tem sido feito. Mas é preciso que haja uma atuação mais enérgica, do Ministério Público, da OAB, do Tribunal de Justiça, no sentido de fazer com que esses fatos, que são públicos  e de conhecimento feral ,da sociedade, sejam levados a algum lugar. É preciso que haja celeridade e cumprimento por parte das autoridades, para com esses fatos. Me solidarizo com Vossa Excelência e uno forças de opinião, de sentimento, de visão de Piauí, que nós queremos implementar, um dia, em que o Piauí passe a caminhar em rumo da evolução e não de forma contrária  a que a população deseja”, reforçou. Lindalva Miranda

O deputado Gustavo Neiva (PSB) denunciou o que considera o "caos generalizado instalado no Governo do Piauí" na sessão desta segunda-feira (26) no plenário da Assembleia Legislativa do Piauí.

Gustavo Neiva lembrou que o Tesouro Nacional premiou o Estado pela gestão fiscal austera, séria e que fez jus a elevação a nota do Piauí e a partir daí, o Estado pode contrair empréstimo e, contraditoriamente, segundo Gustavo Neiva, o que se vê "é uma terra arrasada, com números que não batem com o que se ver pelas ruas".

O deputado disse ter tomado conhecimento das contas de gestão do Governo do Estado do ano de 2017, através do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE)- Processo TC 006008/2017.“São inúmeras falhas que temos neste processo, onde mostram por si só, que a realidade que temos no Piauí é uma, e os documentos são outros. Um exemplo disse é que o Estado se vangloreia que paga o funcionalismo em dia. Mas o Estado faz isso de que forma, ele paga a folha, mas não contabiliza, não empenha, não liquida e não paga. Quando chegou em 2018, ele pegou mais de quatrocentos e quarenta e nove milhões, que tinha pago e não tinha empenhado, em 2017, e como ele tem que contabilizar esse dinheiro, ele contabiliza em 2018, como despesa do exercício anterior. Isso, para burlar o índice de gastos com o pessoal”, explicou.De acordo com o parlamentar, essa é uma manobra tosca, que tenta enganar os técnicos do Tesouro Nacional e mascarar a situação fiscal do Estado. O Tribunal de Contas do Estado mostra a realidade e o povo do Piauí está sendo enganado pelo Governo do Estado.“Esta Casa tem que tomar uma providência acerca desse relatório do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. Nós não podemos aceitar esse tipo de coisa”, reforçou Gustavo Neiva.ApartesO deputado Luciano Nunes (PSDB) pediu aparte para cumprimentar o deputado Gustavo Neiva, por ter, mais uma vez, trazido para a Casa, esse assunto de extrema relevância.“Não é de hoje que o Governo mascara suas contas. A contabilidade do Governo do Estado do Piauí é tão verdadeira quanto uma nota de três reais. E agora, mais uma vez, o Governo é desmascarado com um relatório do Tribunal de Contas, com falta e cancelamento de emprenho. Eu queria deixar, aqui, mais uma vez, que emprenho prévio, no Piauí, no Governo do Estado, não existe. Não é só ma despesa de pessoal. O Governo, quando inicia o ano, deveria ter o empenho prévio de toda despesa de pessoal, até o final do ano”, ressaltou o deputado Luciano Nunes.O deputado Marden Menezes (PSDB) também pediu aparte, para dizer que diante de tudo o que foi denunciado pela oposição, ao longo desses quatro anos de Governo, falando apenas da Legislatura  que se encerra no final de 2018, com escândalos em relação a empréstimos, operações de créditos, apropriações indébitas de recursos, tanto dos planos de saúde, que deveriam salvaguardara saúde das pessoas, quanto a outros tipos de escândalos administrativos.“A gente se sente quase que de mãos atadas, porque as denúncias têm sido feitas, o trabalho da oposição, de fiscalizar, de trazer a conhecimento público, tem sido feito. Mas é preciso que haja uma atuação mais enérgica, do Ministério Público, da OAB, do Tribunal de Justiça, no sentido de fazer com que esses fatos, que são públicos  e de conhecimento feral ,da sociedade, sejam levados a algum lugar. É preciso que haja celeridade e cumprimento por parte das autoridades, para com esses fatos. Me solidarizo com Vossa Excelência e uno forças de opinião, de sentimento, de visão de Piauí, que nós queremos implementar, um dia, em que o Piauí passe a caminhar em rumo da evolução e não de forma contrária  a que a população deseja”, reforçou. 

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2019 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium