Postada em 09/03/2019 ás 19h17
Operação Carnaval Seguro registra queda de 60% de ocorrências nos presídios do Piauí
Nenhum motim, rebelião, homicídio ou disparo de arma de fogo em abordagem foram registrados no período carnavalesco

Publicada por: Redação Estado Piauí

Operação Carnaval Seguro registra queda de 60% de ocorrências nos presídios do Piauí

Encerrada na manhã da última quinta-feira (07), a Operação Carnaval Seguro, da Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), registrou uma queda de 60% no número ocorrências em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a Diretoria de Inteligência e Proteção Externa (Dipe) da Sejus, apenas uma fuga foi registrada em Parnaíba  e uma tentativa de fuga em Floriano.

Nenhum motim, rebelião, homicídio ou disparo de arma de fogo em abordagem foram registrados no período carnavalesco, o que é considerado como positivo pelos dispositivos de inteligência do sistema penitenciário. Para reforçar a segurança este ano, foram realizadas vistorias diárias, além da criação de postos estratégicos e reforço no efetivo de plantão com diárias pagas com antecedência aos agentes.

“Fizemos um planejamento operacional para garantir a ordem e a disciplina nos presídios e os resultados estão aí. Vamos manter o foco e seguir nas metas e ações de modernização para 2019.” explicou o secretário Daniel Oliveira.

Ao todo, foram mais de 180 agentes de segurança penitenciária envolvidos na operação que contou com planos para cada função de segurança, dos sentinelas das guaritas aos chefes de plantão. “Traçamos ações específicas também para cada unidade, um plano diferente para cada peculiaridade além de reforçar pontos que consideramos com maior risco, neles implantamos postos estratégicos”, informou o diretor da Dipe, Major Marcos.

No perímetro da Penitenciária José de Ribamar Leite, antiga Casa de Custódia, foram implantados postos de segurança estratégica para reforçar a segurança na unidade. A operação de segurança contou ainda com o apoio da Companhia de Presídios e do Grupo de Intervenção Prisional (GIP), sob coordenação direta do gerente de Inteligência da Sejus, Capitão Cunha. A ação também foi integrada com a Força Tática, o CHOQUE e o Batalhão de Rondas Ostensivas coordenadas pelo capitão Thanak Hitler, gerente de Proteção Externa da Sejus.

ASCOM Sejus

Veja também
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2020 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium