Postada em 05/04/2019 ás 11h05 - atualizada em 05/04/2019 ás 11h24
Prefeito de Teresina presta assistência às vítimas no Parque Rodoviário
Firmino Filho foi ao local após rompimento de muro na região e afirmou que irá apurar responsabilidades

Publicada por: Redação Estado Piauí

Prefeito de Teresina presta assistência às vítimas no Parque Rodoviário

Na noite desta quinta-feira (4), o prefeito Firmino Filho visitou o Parque Rodoviário, zona Sul de Teresina, para acompanhar de perto os trabalhos de assistência às famílias que foram atingidas com o rompimento de um muro que represava uma lagoa em um terreno particular na região. A tragédia deixou três pessoas mortas, atingiu mais de 40 casas e deixou dezenas de feridos.

Equipes da Defesa Civil Municipal, Samu, assistência social e limpeza, estavam presentes prestando assistência às famílias. Além do prefeito, os secretários de assistência Social, Samuel Silveira, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marco Antônio Ayres, o superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes e o secretário de Comunicação, Fernando Said, também foram ao local acompanhar de perto a situação.

Segundo o prefeito, ao tomar conhecimento do fato, a Prefeitura mobilizou suas equipes para ajudar as famílias. “O momento agora é de ajudar essas pessoas. Viemos prestar a nossa solidariedade e disponibilizar a estrutura da Prefeitura para que elas possam ter a ajuda necessária para retomar suas vidas. O clima é de dor e desespero. Mas estamos juntos para mostrar que estamos solidários a esse momento”, ressaltou.

Ainda de acordo com o prefeito, as informações das causas do acidente ainda são preliminares, mas a Prefeitura irá apurá-las e buscar responsabilidades. “Vamos apurar com muito critério, muita calma, mas também com firmeza para saber as responsabilidades”, frisou.

Desde os primeiros momentos da tragédia, as equipes da Prefeitura estiveram na comunidade. Equipes de assistentes sociais buscavam o cadastro das famílias e orientavam sobre os riscos e das possibilidades de auxiliar as famílias na remoção dos seus pertences para um local seguro. O secretário Samuel Silveira frisou que o objetivo é minimizar os prejuízos. “Nossas equipes estão a postos e só sairão do local a partir do controle pleno da situação. Estamos com equipes auxiliando na assistência a essas famílias para que todo o necessário seja feito”, completou.

O montador Sean Jader tem 27 anos e mora na região desde que nasceu. No momento do rompimento do muro, ele contou que não sabia o que estava acontecendo. “Nunca imaginávamos que isso iria acontecer. Eu estava com minha esposa e meus dois filhos e só ouvíamos os gritos e de repente a água e a lama começou a invadir as casas”, lembra.

A aposentada Vilma de Oliveira, de 56 anos, diz que mora na região desde sua fundação. No momento da tragédia, ela disse que precisou contar com a ajuda dos vizinhos para retirar suas coisas e seu marido de 87 anos. “Eu só escutei os gritos e depois veio aquela água. Uma tragédia. Ainda bem que conseguimos escapar, mas ver nossa casa nessas condições é muito triste. Toda uma vida perdida”, lamenta.

Os trabalhos na região continuarão ainda nesta sexta-feira. Equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil trabalham no local avaliando possíveis riscos. Assistentes sociais e equipes de limpeza também estão no local para prestar toda a assistência às famílias. Por questão de segurança, a passarela do Parque Rodoviário foi interditada para que técnicos avaliem a situação, já que ela recebeu um volume grande de água que pode ter comprometido a sua estrutura.

Veja também
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2020 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium