Postada em 09/05/2019 ás 17h00
Governador discute política de convivência com o semiárido com representantes da ASA
Articulação pelo Semiárido Brasileiro é responsável pela construção de mais de 1,1 milhão de cisternas em comunidades atingidas pela estiagem

Publicada por: Redação Estado Piauí

Governador discute política de convivência com o semiárido com representantes da ASA

O governador Wellington Dias se reuniu, nesta quarta-feira (8), em Brasília, com representantes da Articulação pelo Semiárido Brasileiro (ASA) dos estados do Piauí, Minas Gerais e Pernambuco. O encontro foi pautado pela discussão da conjuntura política que a ASA está inserida, em função dos cortes de recursos para políticas de ação no semiárido realizados pelo Governo Federal.

De acordo com o coordenador da ASA no Piauí, João Evangelista, a organização tenta articular forças e traçar estratégias para angariar recursos que viabilizem o trabalho de construção de cisternas junto às comunidades sertanejas que conviver com a estiagem. “Nós articulamos recentemente a Frente Parlamentar em Defesa do Semiárido. Pedimos o apoio do governador para podermos estudar as possibilidades de levantamento de recursos das mais variadas fontes, desde os oriundos das relações com a União, passando pelos destinados pelos parlamentares da Bancada Federal através de emendas", declarou.

As ações da ASA estão pautadas, principalmente, na cultura do estoque de água, alimentos, sementes, animais e todos os elementos necessários à vida na região. A Articulação pelo Semiárido Brasileiro está presente nos dez estados que compõem o bioma no Brasil (MG, BA, SE, AL, PE, PB, RN, CE, PI e MA) e é responsável pela construção de mais de 1,1 milhão de cisternas em todo o território por ela abrangido.

A edificação destas cisternas é de extrema importância para às comunidades que convivem com os efeitos da estiagem, armazenando água durante o período chuvoso e servindo de reservatório para carros-pipa durante a seca.

“Fiquei encarregado de levar esta pauta para o próximo encontro do Consórcio dos Estados do Nordeste. É importante que eles (ASA) trabalhem nas mais diferentes frentes de arrecadação de recursos, para que essas comunidades não fiquem desguarnecidas”, pontua Wellington Dias.

Veja também
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2019 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium