Cocal

Cocal

Evaldo Neres Notícias de Cocal e Região

evaldococal@gmail.com

(86) 99919-1492

Postada em 21/12/2017 ás 14h23 - atualizada em 21/12/2017 ás 14h31
Polícia Civil prende agente financeiro suspeito de crimes de estelionato e furto mediante fraude em Cocal
A opeação da Polícia Civil, coordenada pela delegada Daniella Dinali, foi deflagrada na última teça-feira (19).

Publicada por: Evaldo Neres

Fonte: Wenddel Veras

Polícia Civil prende agente financeiro suspeito de crimes de estelionato e furto mediante fraude em Cocal

Detenção

No final da manhã desta terça-feira (19/12), foi deflagrada uma operação da Polícia Civil, coordenada pela Delegada Daniella Dinali, que resultou na detenção do agente financeiro Djanilson Rebouças da Silva, de 29 (vinte e nove anos) anos, suspeito de praticar um furto qualificado mediante fraude e o crime de estelionato de forma continuada no município de Cocal, região Norte do Piauí. O suspeito nega todas as acusações.

A ação é decorrente de um trabalho investigativo que estava em curso na delegacia de Cocal há cerca de cinco meses. Após várias denúncias e a coleta de depoimentos de algumas supostas vitimas e testemunhas, a autoridade policial encontrou fortes indícios da autoria delitiva e solicitou junto a justiça local três mandados judiciais fundamentados na garantia da ordem pública, sendo um mandado de prisão preventiva e dois de busca e apreensão em desfavor do suspeito, que foram cumpridos dois em seu escritório, localizado nas proximidades prédio da Caixa Econômica Federal, centro da cidade, e o outro em uma propriedade situada na localidade Campestre, zona rural de Cocal.

Segundo a Delegada Daniella Dinali, o relato das vitimas são parecidíssimos, elas primeiramente procuravam o investigado para fazer um empréstimo consignado. Ele, de forma inteligente e articuladora, ludibriava a vitima com o artificio de que a financeira só liberaria o beneficio se o cliente condicionasse ao empréstimo o contrato de um seguro de vida, que girava em torno de R$1.000,00 (um mil reais) a R$1.800,00 (um mil e oitocentos reais), da qual o dinheiro relativo ao seguro de vida, na realidade fictício, era entregue nas mãos do acusado. Meses depois, algumas vitimas ligaram para a central de atendimento do banco financiador e foram informadas que o seguro de vida era inexistente, constatando assim a fraude e posteriormente denunciando o caso a polícia.

Ainda de acordo com a autoridade policial, uma aposentada procurou a delegacia para denunciar o agente de crédito o acusando de ter sacado de sua conta corrente a quantia de R$2.000,00 (dois mil reais), após a mesma ter lhe entregado o seu cartão para que ele pudesse verificar em um banco a viabilidade de contrair um empréstimo consignado.

A delegada acredita que após a prisão de Djanilson outras vitimas procurem a delegacia para o denunciar, haja vista que no decorrer do inquérito policial foram encontrados indícios suficientes de suposta prática delitiva continuada. 

O investigado encontra-se custodiado temporariamente na delegacia de Cocal e posteriormente será encaminhado para a Penitenciária Mista de Parnaíba, onde ficará recluso a disposição da justiça.

Fotos: Wenddel Veras

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2019 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium