Teresina - PI

Min 23ºMax 34º

19 de julho de 2018

Barro Duro do Piauí

Barro Duro do Piauí

Neto Pereira Notícias de Barro Duro do Piauí e Região

[email protected]

(86) 999771464

Postada em 22/12/2017 ás 20h25
Justiça Federal condena empresas e sócios-proprietários do Piauí Cap
As cartelas numéricas do Piauí Cap eram comercializadas para sorteios semanais de prêmios, como se fossem títulos de capitalização

Publicada por: Neto Pereira

Fonte: MPF/PI

Justiça Federal condena empresas e sócios-proprietários do Piauí Cap

Ministério Público Federal (MPF)

A pedido do Ministério Público Federal (MPF) no Piauí, a 5ª Vara da Justiça Federal condenou a Sulamérica Capitalização (Sulacap), a Associação Universidade Ativa e a Promobem Piauí Distribuição e Serviço de Promoção de Vendas por dano moral coletivo. Também foram condenados Cláudio Rocha Paschoal Filho, Gustavo Coutinho Paschoal, Hermes Coutinho Paschoal e Julio Emílio Cavalcanti Paschoal Neto.

De acordo com a ação civil pública, assinada pelo procurador da República Kelston Pinheiro Lages, as cartelas numéricas do Piauí Cap eram comercializadas para sorteios semanais de prêmios como se fossem títulos de capitalização emitidos na modalidade popular de pagamento único. No entanto, o produto propiciava apenas a participação do adquirente em “sorteios/bingos/jogos semanais”. Não havia efetiva capitalização dos recursos aplicados pelo titular.

Para o MPF, a conduta dos réus induzia o consumidor a erro, com desrespeito a direitos básicos previstos no Código de Defesa do Consumidor (CDC), bem como infringia a legislação que proíbe sorteios, bingos ou jogos, sem a anuência da autoridade competente.

O juízo da 5ª Vara Federal atendeu parcialmente o pedido do MPF e determinou aos réus: a) tornar definitiva a suspensão da expedição, distribuição e comercialização do título de capitalização denominado Piauí Cap, ou qualquer outro com as mesmas características, ficando suspensos também sorteios futuros e repasses de valores a título de doações decorrentes da venda dos títulos, uma vez que viciadas, conforme fundamentação; b) condenar os réus ao pagamento de forma solidária, do valor de R$ 1.000.000,00, a ser revertida ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos, de que trata o art. 13 da Lei n.º 7.347/85.

Cabe recurso contra a decisão.

Ação Civil Pública – Processo n° 0009853-76.2012.4.01.4000

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium