Teresina - PI

Min 23ºMax 37º

23 de setembro de 2018

Barro Duro do Piauí

Barro Duro do Piauí

Neto Pereira Notícias de Barro Duro do Piauí e Região

[email protected]

(86) 999771464

Postada em 05/01/2018 ás 20h57
“O sentimento é de desprezo e descaso”, diz pedreiro que fez parto de esposa em Picos
atendimento, o pedreiro José Wellington de Sousa resolveu levar sua esposa, Ednalva Ivanilda de Moura, a pé ao Hospital Regional Justino Luz.

Publicada por: Neto Pereira

Fonte: Noticias Net Piaui

“O sentimento é de desprezo e descaso”, diz pedreiro que fez parto de esposa em Picos

Imagem Divulgação (Crédito: Divulgação)

Após acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), na madrugada desta quarta-feira, 03, e ser informado que a ambulância estaria em atendimento, o pedreiro José Wellington de Sousa resolveu levar sua esposa, Ednalva Ivanilda de Moura, a pé ao Hospital Regional Justino Luz.

Prestes a dar à luz ao seu terceiro filho, Ednalva sentia muitas dores, mas no caminho, a bolsa estourou e o parto foi realizado em uma calçada, no bairro Bomba, pelo seu esposo.

 “A atendente do SAMU perguntou se eu iria esperar a ambulância retornar, mas minha esposa estava sentindo muitas dores. Quando a bolsa estourou eu tirei a camisa, forrei o chão e deitei ela em uma calçada. Ali mesmo ela deu à luz, quando a criança começou a nascer eu peguei ela e coloquei em cima da mãe, em seguida sai em diligência em busca de um taxista para levar eles ao hospital”, explicou José Wellington.

No trajeto o pedreiro encontrou uma viatura da Polícia Militar, que levou mãe e filho ao HRJL. Após serem atendidos, Ivanilda e o pequeno José Wellington de Sousa Filho, que recebeu o nome em homenagem ao pai, passam bem.

O casal já tem dois filhos, um de seis anos e outro de 1,5 anos. Wellington afirmou que ficou com muito medo, uma vez que sua esposa teve hemorragia durante o segundo parto.

“Quando eu vi ela na calçada pensei que não iria escapar nem ela nem a criança Como ser humano o meu sentimento é de desprezo e de descaso. Estou denunciando o caso, não por mim, nem por minha esposa ou filho, pois estamos bem, mas em nome de toda a população de Picos e região. Assim como aconteceu comigo pode acontecer com outras pessoas. Isso não pode acontecer, só eu sei o que passei fazendo o parto da minha esposa em cima de uma calçada no meio da rua. É revoltante”, disse o pedreiro.

Wellington contou ainda que a ambulância do SAMU só apareceu após sua esposa ter dado entrada no hospital.

O diretor administrativo da Secretaria Municipal de Saúde, Bruno Alves Luz, afirmou que uma ambulância está quebrada e a outra estava em ocorrência no momento do acontecimento. Ele reforça que o SAMU não entrou em recesso durante o final de ano e os atendimentos estavam sendo realizados normalmente.

Veja também
Prefeito e vice
Vereadores
Mais lidas da semana
Empresas destaques
© Copyright 2018 - Portal Estado Piauí - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium